quinta-feira, 15 de novembro de 2018

Uma nota sobre segurança nas mesas de jogo

Olá, pessoal.

Saindo do torpor para falar sobre uma coisa muito importante: a segurança e o conforto dos jogadores na mesa de jogo. Não é de hoje que eu sempre reafirmo que RPG é para diversão, mas não só de um ou de parte dos jogadores da mesa. RPG é para diversão de TODOS.

quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

Olhar para os seus jogadores - uma forma simples de narrar melhor

Olá, pessoal

Hoje eu resolvi escrever sobre um tema que é recorrente. Não vou falar sobre técnicas narrativas, sobre como preparar a mesa, sobre criação de crônicas, nem nada disso. Vou falar sobre como, de forma muito simples, a qualidade das mesas melhora quando o mestre / narrador desloca o foco do jogo do enredo previamente criado (ou cenário, ou sistema) para os jogadores.

Sabe, os melhores manuais de jogo de RPG que eu já li deixam isso bem claro na parte dedicada ao mestre: o personagem de jogador é o protagonista da história. Isso significa que ele tem o poder de mudar as coisas, de acordo com o que faz. E mesmo aventuras e crônicas prontas são apenas uma ajuda para o mestre / narrador, não são um conjunto de leis a serem seguidas.

[Divulgação] Ranking RPGista de Blogs – Janeiro de 2018

Olá, pessoal!

Estou aparecendo rapidinho aqui para uma divulgação super bacana! É o Ranking RPGista de Blogs, que na mão, categorizou os blogs de RPG nacionais segundo a quantidade de visualizações.

E o Tralhas não ficou de fora. Mesmo com tão poucas atualizações, entramos no 37º lugar. Obrigada a todos que continuam lendo, curtindo e compartilhando nosso conteúdo (ele não é meu, é de vocês).

O conteúdo do Tralhas é livre para ser copiado e colado no seu grupo de Facebook, no fórum que você frequenta, mandado para os seus amigos. Peço apenas que sempre que forem usar material daqui, seja na íntegra, como resumo ou caso ele tenha servido de inspiração para você criar seu próprio texto, coloque junto o link para a postagem original.

Aliás, façam isso com todos os textos que gostarem, independente de onde acharem. Compartilhem o conteúdo. Isso é importante porque as visualizações de página incentivam os autores a continuar escrevendo.

Mais uma vez obrigada.

E sem mais delongas, o link para o Ranking:  http://rpgista.com.br/2018/01/10/ranking-rpgista-de-blogs-janeiro-de-2018/

86 blogs de RPG, um só hobbie! Confiram o Ranking RPGista de Blogs. Quais são as páginas mais visitadas da blogosfera brasileira? O Ranking Cinza era um ranking com os […]


domingo, 9 de julho de 2017

[OPINIÃO] Como foi narrar o V5 pre-alpha playtest

No dia 08/07/17 eu tive o prazer de testar o pré-alfa da quinta edição de Vampiro a Máscara no Dungeon Geek Weekend Edition, em São Paulo. Este artigo não tem a intenção de ser uma resenha, e sim de expressar as minhas impressões como narradora de Vampiro, enfatizando as diferenças entre narrar essa edição e as precedentes (Revisada, V20 e Leis da Noite). Como ainda há poucas definições sobre o cenário, e para não gerar spoilers para quem ainda vai jogar a aventura do playtest, vou me ater ao sistema.


domingo, 19 de março de 2017

Savage Worlds Anime - Regras de Sincronização

Sincronização - Nova Regra de Ambientação


Em vários animes e mangás, o estado emocional do personagem altera a sua performance, pois aquilo que o torna especial depende da sua capacidade de sincronizar ou comunhar com alguma energia especial ou entidade senciente. Quando estão bem, os personagens têm resultados superiores para essas tarefas. Por outro lado, torna-se difícil ou mesmo impossível realizar essas atividades quando estão emocionalmente instáveis. O exemplo mais clássico é a taxa de sincronização em “Evangelion”, mas além dos animes de “mecha”, a dependência de fatores emocionais é comum em cenários com poderes ou magia oriundos de uma fonte externa ou pouco conhecida. 

domingo, 12 de fevereiro de 2017

Minha experiência pessoal na criação do Travessias

Quando surgiu a oportunidade de participar do GameJam que levaria à criação de um jogo de RPG, no evento "RPG no CCJ" do ano passado, eu não pensei duas vezes. Eu já havia criado mini cenários e aventuras para sistemas já bem estabelecidos, mas minha experiência com game design era zero. Ainda mais uma atividade coordenada pelo Jorge Valpaços da Lampião, um cara realmente comprometido com o aspecto social do jogo.


quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

O que não é RPG estilo Anime? E como garantir a segurança nas mesas de jogo?


No artigo anterior, eu defini o que seria uma mesa de RPG “estilo anime” e o que isso tem a ver com mesas seguras. Nesse artigo, seguindo a sugestão da leitora Ana Carolina Gomes, irei abordar problemas encontrados em alguns títulos de animes e como isso acabaria interferindo de forma negativa caso “vazasse” para a mesa de jogo.